O segredo do chocolate

Os chillers Pfannenberg contribuem na receita de um dos sabores mais apreciados no mundo

A páscoa está quase chegando e justamente nesse período o chocolate se torna ainda mais presente nas nossas vidas.

Seja na produção de um bombom ou de um ovo de Páscoa, a produção do chocolate acontece através de um processo elaborado e delicado. O controle da temperatura das máquinas e do produto em si representam fatores cruciais para o atingimento do sabor e de uma consistência perfeita.

O processo de preparação do chocolate como inicia com a mistura. Partindo do ingrediente base da massa de cacau, são adicionados outros ingredientes necessários para criar o gosto específico e a consistência característica definida para cada tipo de chocolate.

Um momento importante na sua produção é a fase de conchagem, durante a qual os chillers Pfannenberg oferecem a solução ideal para a regulação da temperatura. É nessa fase que outros ingredientes são adicionados e o calor gerado durante essa fase é responsável por dar a consistência própria do estado mais líquido do chocolate. O chocolate é, então, armazenado em reservatórios aquecidos a 50°C e está pronto para ser transformado. Graças ao aquecimento, a manteiga de cacau contida começa a derreter e a massa em forma de pó assume uma estrutura granular e maleável.

Na fase seguinte o chocolate começa a ficar pouco a pouco viscoso. Com a adição da manteiga de cacau e da lecitina, a massa começa a ficar mais fluida.

Inicia a fase de fluidificação em que todas as substancias não gordurosas como o açúcar e o leite em pó são adicionados e misturados completamente à manteiga de cacau. Essa è a base para uma sensação cremosa na boca e do chocolate. Nesse momento é muito importante manter o exato controle da temperatura para que o chocolate não forme nenhuma parte sólida.

Terminado o processo de conchagem, a massa pronta do chocolate pronta é resfriada a 45°C e armazenada temporariamente em grandes tanques onde será, em seguida, ainda misturada delicadamente.

Antes da finalização, o chocolate será submetido a um tratamento muito importante: a temperagem. Durante esse processo, o chocolate é resfriado de 50 °C a 27-28 °C, sempre sendo misturado e, sucessivamente aquecido até atingir 30-31 °C. Por causa da temperagem o chocolate ganha brilho, textura, maior durabilidade e uma aparência ainda mais apetitosa! É também nessa fase que os chillers Pfannenberg são amplamente utilizados para o controle preciso da temperatura ótima de trabalho.

Assim, o sabor, a consistência, a maciez do seu chocolate preferido são provavelmente fruto também do nosso empenho em manter a temperatura controlada e da tecnologia Pfannenberg!

Entre em contato conosco para conhecer melhor nossa linha de chillers e soluções de refrigeração.